Skip to content
Entre Crie sua conta

Diga sim para conquistar seus objetivos
Dicas sobre como organizar seu dinheiro, sair do vermelho, fazer seu dinheiro render e entender o mercado.

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para crescer como empreendedor
Conteúdos práticos sobre como organizar as finanças do seu negócio, começar a empreender, administrar seu negócio e vender mais

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para expandir sua empresa
Conhecimento sobre como impulsionar suas vendas, gerenciar e expandir sua empresa e insights de mercado

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para tecnologia descomplicada
Conteúdos sobre conta grátis, crédito, venda online e física, Pix e tutoriais Mercado Pago

Acesse

Conheça a biblioteca

Birô de crédito: o que é e como funciona?

Entenda melhor como funciona esse tipo de instituição.
Casal abraçados enquanto estão sentados no sofá olhando para o laptop

Você sabia que todo seu  histórico de crédito, como empréstimos, financiamentos, pagamentos de contas e relacionamentos com bancos e demais instituições financeiras costumam ser registrados e gerenciados por entidades especializadas nesse tipo de informação?

Chamadas de “birôs de crédito”, essas entidades são autorizadas pelo Banco Central e, além de registrarem e gerenciarem parte das suas informações financeiras, elas também disponibilizam esses dados para as empresas que oferecem produtos e serviços financeiros à população. 

Assim, elas podem avaliar o risco de conceder a você ou não uma linha de crédito. 

Descubra, abaixo, como funciona um birô de crédito e como isso impacta seu acesso à crédito. 

 

O que é o birô de crédito


O birô de crédito é uma empresa que registra seu histórico de pagamento, fazendo a gestão desses dados para compartilhar com as empresas especializadas em produtos e serviços financeiros. 

Em outras palavras, se você atrasar os pagamentos de suas contas, contrair uma dívida ou quitar seus débitos, todas essas informações serão registradas e compartilhadas pelos birôs. 

É por isso que os birôs são citados como empresas de proteção ao crédito. Afinal de contas, quando uma pessoa solicita um tipo de serviço a uma instituição, como um empréstimo, os birôs são consultados para terem mais informações sobre seu histórico financeiro. 

Assim, com base nesses dados,  as instituições financeiras fazem a análise e disponibilizam ou não financiamentos, cartões de crédito, entre outros produtos ou serviços financeiros. 

Os registros do birô de crédito costumam ter informações bastante completas, desde pendências, protestos até falências. Em geral, esses dados são divididos nas seguintes categorias: 

 

  • Informações negativas: são as inadimplências, constando a data do último pagamento realizado. Quando a dívida é quitada, ela some do cadastro. 

 

  • Informações completas: são as informações do histórico do consumidor, como as contas abertas e fechadas, dívidas passadas mesmo que já quitadas e financiamentos feitos. Resumindo, são todos os dados relacionados à sua vida financeira. 

 

  • Cadastro positivo: criada em 2019, essa categoria reúne o histórico das dívidas e outras operações de crédito que o cliente já pagou ou está pagando. Inclui até mesmo as contas do dia a dia, como boletos de água e luz.   

 

Quais são os birôs brasileiros


No Brasil, existem quatro birôs de crédito, sendo o Boa Vista, Serasa, SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e Quod. A seguir, entenda mais detalhes sobre cada um deles:

 

  • Boa Vista - Esse birô, também conhecido como Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), busca por suas informações relacionadas aos históricos de crédito, como os demais, e existe há mais de 60 anos, sendo o precursor do Cadastro Positivo. 

 

  • Serasa - Administrado pelo grupo irlandês Experian, o Serasa foi criado em 1968. Ele permite  consulta gratuita do histórico e pontuação de crédito pelos consumidores. Além disso, ele possibilita ao mercado a análise de risco de inadimplência por meio do Score

 

  • SPC - O Serviço de Proteção ao Crédito foi o primeiro birô de crédito criado no Brasil. Essa iniciativa tem como missão centralizar informações dos clientes. Atualmente, ele é controlado pela Câmara de Dirigentes e Lojistas e também oferece serviços às pessoas físicas, como a consulta do seu histórico. 

 

  • Quod - Essa plataforma foi criada por meio da união dos bancos Itaú, Unibanco, Santander Brasil, Banco do Brasil, Bradesco e Caixa Econômica. O objetivo é reunir informações dessas instituições, hoje responsáveis por 90% dos ativos financeiros no país. 

👉Leia mais: Saia do vermelho: como negociar dívida e recuperar a sua saúde financeira

 

Como o birô de crédito pode afetar seu pedido de empréstimo


Os birôs são instituições essenciais para ajudar a criar relações saudáveis entre credor e consumidor. Afinal de contas, eles têm como objetivo oferecer ao mercado a possibilidade de análise do histórico de adimplência (manter suas contas em dia) e inadimplência (falta de pagamento de contas, dívidas ou demais obrigações financeiras). Ou seja, seu acesso a empréstimos e outros serviços financeiros pode ser afetado positiva ou negativamente, dependendo da sua situação. 

Aliás, muitas pessoas acreditam que eles prejudicam o consumidor, mas sem eles as concessões seriam muito mais difíceis de serem aprovadas, pois essas empresas contribuem para a prevenção de fraudes, estimulam a transparência e fazem a ponte entre quem vende e quem precisa de crédito. Por fim, eles também ajudam a evitar que você assuma mais dívidas do que pode pagar. 

 

 

Cuide da sua saúde financeira


Os birôs de crédito têm grande importância para o mercado e para a saúde financeira da população. Afinal, eles contribuem para uma relação mais sólida entre o credor e o consumidor.

Essas análises de comportamento de crédito ajudam tanto as empresas que prestam o serviço, como os consumidores a tomarem melhores decisões e evitar a inadimplência, ajudando a ter uma ótima relação com o dinheiro e atingirem seus objetivos. 

Mantenha seu planejamento financeiro e garanta um histórico positivo entre os birôs de crédito!

 

Nova call to action


Escrito por:

assinatura_equipe

Artigos relacionados