Skip to content
Entre Crie sua conta

Rendimentos no Mercado Pago

Conheça a biblioteca

Conheça a biblioteca

Diga sim para tecnologia descomplicada

Conheça a biblioteca

Pix Internacional: entenda como esse sistema deve rodar o mundo

Mercado Pago: Homem segurando e mostrando a tela do seu celular com imagem indicando o Pix Internacional

Faz um Pix aí! Você provavelmente já ouviu essa frase, não é mesmo?! Pois é, o Pix caiu na graça dos brasileiros e conquistou o coração de todos, e hoje se tornou um dos meios de pagamento mais utilizados justamente pela simplicidade e agilidade. 

E como tudo o que é bom pode melhorar, vem aí uma nova funcionalidade do Pix, que promete ter uma abrangência muito maior, facilitando ainda mais suas transações, em especial para outros países: o Pix Internacional.

O que é o Pix Internacional?

O Pix é uma ferramenta fundamental para fazer transferências e pagamentos instantâneos, e a proposta do Pix Internacional é basicamente a mesma, exceto por um detalhe: ao invés das transações serem feitas num mesmo país, elas vão expandir barreiras. 

A ideia, já faz parte dos estudos do Banco Central do Brasil, e tem como base a plataforma Nexus, criada pelo BIS (Bank Of International Settlements) Banco Internacional de Compensações, na tradução livre, que basicamente tem a mesma função do Pix, mas funcionando em 60 países.

Apesar de ainda estar em fase de testes, a plataforma Nexus funcionará como um Pix Internacional, reduzindo o tempo de transferência do dinheiro em contas internacionais, isso também fará com que os valores cambiais tenham uma queda e o número de transações que podem ser efetuadas diariamente tenham um aumento.

Além disso, como a proposta do Pix sempre foi dar mais liberdade nas transações e pagamentos, com a opção Internacional não será diferente, já que seu principal objetivo é facilitar as transferências, independentemente do sistema, e também fazer com que tudo isso funcione de maneira dinâmica, com custos reduzidos, mais transparência e o máximo de segurança.

 

Como vai funcionar o Pix Internacional

Seja para aumentar transações comerciais, fazer uma transferência rápida ou receber um pagamento de um amigo que está fora do Brasil, o Pix Internacional terá a mesma dinâmica do Pix “tradicional”, o que é uma mão na roda, principalmente em viagens. 

Mas vamos por partes, pois inicialmente a ideia do Banco Central do Brasil é estender o Pix Internacional para a América Latina, criando um bloco. E como isso irá funcionar? 

 

  • Conectar sistemas de pagamentos de outros países com um padrão de linguagem: a ideia é que a plataforma Nexus centralize os sistemas e, cada novo país que queira entrar no bloco, conecte seu sistema a ela, permitindo transações para qualquer país da rede.

  • Fazer a conexão do câmbio: a plataforma Nexus já será responsável por fazer o câmbio entre as moedas rapidamente, com o foco principal em transações do varejo, como a transferência para um amigo ou uma compra fora do país.

  • Em relação aos custos: ainda não há valores definidos, sendo que o Nexus não se responsabilizará por cobranças, mas, sim, os bancos que fizerem o uso do sistema. De acordo com o BIS, a tendência é que com a otimização dos processos as taxas sejam cada vez mais reduzidas.

  • Critérios para usar o Pix Internacional: os critérios são mais para os países do que usuários, já que para participar da plataforma é necessário que o país tenha um sistema de pagamento instantâneo e seja elegível. Para os usuários, serão criados padrões de experiência, sistema anti-lavagem de dinheiro e também antiterrorismo.

  • Possíveis países que farão parte: Brasil, Índia, China, Coreia do Sul, Tailândia, Reino Unido, Nigéria, Estados Unidos, Japão, México e países da América Latina tendem a fazer parte do Pix Internacional.

 

👉 Leia também: Segurança digital: proteja-se dos perigos da internet

 

5 vantagens do Pix Internacional

Os brasileiros sabem melhor que ninguém a facilidade que o Pix traz para o dia a dia, por isso, ter essa facilidade entre países faz com que possamos ter mais liberdade em comprar de um e-commerce de fora, ou transferir dinheiro para um amigo, ou até mesmo uma facilidade a mais em pagamentos em viagens.

Além disso, há ainda outras vantagens:

 

1. Transações internacionais mais rápidas

A ideia é que a transação se conclua em até 60 segundos, o que é muito rápido para os padrões atuais, que podem demorar até dias para a conclusão.

 

2. Operações cambiais com menos custos

Com a automatização feita pela plataforma Nexus, as operações cambiais têm custos reduzidos e tendem a cair ainda mais com a otimização adquirida com o tempo de uso.

 

3. Transações mais dinâmicas e facilitadas

Assim como o nosso queridinho Pix, o Internacional agregará mais agilidade e simplicidade para fazer transações, o que aumenta este número e faz com que a economia do país seja beneficiada.

 

4. Aumento no número de transferências

Com o aumento nas transferências, a tendência é que haja movimentação na economia e até diminuição de custos.

 

5. Mais facilidade nas transferências de pessoas físicas a pessoas jurídicas

O que possibilita comprar na internet em lojas internacionais com menos taxas e custos.

 

Pix Internacional: aproveite essa oportunidade!

O lançamento ainda não tem previsão, mas se preparar para ele é fundamental para aproveitar a ferramenta da melhor forma possível, principalmente para quem mantém ou quer manter relações de compras e transferências para fora do Brasil.

 

Desvende os segredos do pagamento instantâneo: baixe nosso guia completo sobre Pix.

 


Escrito por:

assinatura_equipe

Artigos relacionados